Gluteoplastia (Prótese de Glúteo)

Gluteoplastia (Prótese de Glúteo)

Gluteoplastia em Fortaleza

Esta é, certamente, a cirurgia que tem tido o maior crescimento nos últimos anos. Novas técnicas (com as próteses intramusculares) e sua divulgação em vários cursos, têm permitido melhores resultados, grande diminuição da dor e das complicações.

Trata-se do aumento dos glúteos por meio da inclusão de próteses glúteas de silicone (específicas) no meio do músculo glúteo máximo, conferindo maior volume e melhor proporção do contorno corporal posterior às pacientes que apresentam indicação correta para tal cirurgia. Pode ser associada a outras cirurgias, como à Lipoescultura, obtendo-se a Gluteoplastia propriamente dita e não apenas o aumento glúteo.

A incisão é de ± 7 cm no sulco das nádegas (prega entre as nádegas),  tornando-se bem camuflada e de difícil percepção. O descolamento ocorre no interior  do músculo glúteo máximo. As próteses podem ser redondas ou de quartzo (alongadas), específicas para aumento glúteo, mais resistentes e espessas que as de mama, projetadas para suportar maior pressão e trauma, indicadas  de acordo com cada caso. Não há a necessidade da substituição das próteses, se não apresentarem algum tipo de problema. O índice de satisfação das pacientes é altíssimo.

Indicação

A Gluteoplastia de aumento (Prótese de Glúteo) é indicada para pacientes com nádegas pequenas, constitucionalmente, ou que após certas ocasiões, como a perda de peso, desenvolveram atrofia dos glúteos, deixando-os pequenos e pouco atraentes. Não é indicada para pacientes com ptose (queda) importante dos glúteos.

Anestesia

 Pode ser utilizada peridural ou geral.

Duração do procedimento

 A Gluteoplatia  demora cerca de 1,5 a 2 horas, dependendo de cada caso e, se associada ou não, a outros procedimentos.

Período de internação

 As pacientes costumam permanecer internadas de 24 a 48 horas.

Possíveís complicacões

 Podem ocorrer deiscência (abertura dos pontos) da incisão, assimetrias, seroma (acúmulo de líquido amarelado), hematoma (acúmulo de sangue), infecção, contratura capsular das próteses e extrusão das próteses.

Pós-operatório

As pacientes costumam evoluir com um pouco de dor, principalmente nas primeiras 48 horas, facilmente contornada com analgésicos.

Pode  ser necessário o uso de drenos, que são retirados no segundo ou terceiro dias de pós-operatório, normalmente. Não há restricões quanto ao posicionamento, mas deve-se evitar ficar longos períodos sentado ou deitado de costas nos primeiros 15 dias do pós-operatório. Caminhadas, corridas leves e dirigir pode ser realizado após cerca de 1 mês de pós-operatório. Atividades físicas com peso, incluindo musculação, estarão liberadas após o terceiro mês de pós-operatório.

Resultados

 Existe um resultado imediato do aumento glúteo, com grande edema (inchaço) inicial, o qual vai desaparecendo gradualmente, principalmente, nos dois primeiros meses, sendo o resultado final obtido com cerca de um ano do pós-operatório.