Cirurgia Íntima Feminina (Ninfoplastia)

Cirurgia Íntima Feminina (Ninfoplastia)

A genitália externa feminina pode ser acometida por alterações estruturais congênitas e/ou adquiridas, decorrentes do aumento ou perda de
peso, gestações, doenças sistêmicas, traumas, uso de hormônios contraceptivos/regulatórios ou anabolizantes, além de outras.
Os grandes lábios, os pequenos lábios, o clitóris, o monte de Vênus e sofrem mudanças de tamanho, coloração, turgor, elasticidade, rugosidade e sensibilidade que podem afetar drasticamente a rotina e a vida das mulheres acometidas por estas alterações.

Muitas mulheres deixam de usar biquinis, calças, saias e vestidos mais justos por marcarem a genitália, deixam de ir à praia, à academia e até ao trabalho pelo constrangimento que estas alterações lhes causam.
Algumas deixam de se relacionar tanto por alterações estéticas como funcionais, tais quais dificuldades de excitação e até urinárias, desenvolvendo outros sérios problemas emocionais, alterações do humor e depressão. Estes órgãos podem ser acometidos individualmente, como a hipertrofia isolada dos pequenos lábios, ou em conjunto, como na clitoromegalia, muito associada à hipertrofia dos pequenos lábios, requerendo tratamentos isolados ou múltiplos.

Avaliação para o procedimento

As mulheres devem ser avaliadas individualmente, com muito critério para a obtenção de um diagnóstico correto do seu caso e a execução adequada do seu tratamento.

Tempo do procedimento

Normalmente, são cirurgias rápidas, podendo ser realizadas sob anestesia local, geral, peridural ou local com sedação, em um hospital adequado, com
rápido retorno às atividades cotidianas e com poucas possíveis complicações, restaurando a beleza, feminilidade, auto-estima das mulheres.