Cirurgia Crâniomaxilofacial
Cirurgia Crâniomaxilofacial
27 de julho de 2017
Correção de Cicatrizes
Correção de Cicatrizes
27 de julho de 2017
cirurgia fissura lábio palatina

O lábio leporino ou fenda palatina (cientificamente fissura lábio-palatina) é uma abertura na região do lábio ou palato, ocasionada pelo não fechamento dessas estruturas, que ocorre entre a quarta e a décima semana de gestação. O adjetivo leporino refere-se à semelhança com o focinho fendido de uma lebre.

Desenvolvimento anormal

A reparação do lábio leporino e da fenda palatina é um tipo de cirurgia plástica para corrigir o desenvolvimento anormal, visando restaurar a função e deixar a aparência mais próxima do normal.

Lábio leporino e fenda palatina estão entre as malformações congênitas mais comuns que afetam as crianças. A formação incompleta do lábio superior (fissura) ou do teto da boca (palato) pode ocorrer individualmente ou em conjunto. As condições podem variar em termos de gravidade, podendo incluir um ou ambos os lados da face.

A fenda, ou separação do lábio superior e/ou o céu da boca, ocorre muito precocemente no desenvolvimento do feto. Durante o desenvolvimento fetal, alguns componentes do lábio superior e do céu da boca não se formam normalmente. A maioria das fendas pode ser reparada através de técnicas especializadas de cirurgia plástica, melhorando a capacidade da criança de comer, falar, ouvir e respirar.

Mais que uma cirurgia estética

Cirurgia para reparar uma fissura de qualquer tipo é um procedimento individualizado que tem o propósito de, não só tratar a imperfeição, mas, também, de garantir que as estruturas orais tenham função e se desenvolvam normalmente. Reparação do lábio leporino, também chamada de queiloplastia, inclui a reconstrução de um aspecto mais normal, ou seja:

  • O fechamento da fenda resulta numa cicatriz localizada na estrutura normal do lábio superior,
  • Formação de um arco do cupido (a curva no centro do lábio superior),
  • Considerações sobre a distância adequada entre o lábio superior e o nariz.

Devido ao palato criar o assoalho da cavidade nasal, considerações sobre a reparação da fenda palatina englobam:

  • Desenvolvimento, função, crescimento e fala normais,
  • Melhor relação do palato com o canal auditivo e a audição,
  • Desenvolvimento dos dentes e da mandíbula de forma alinhada.

Onde a fenda também afeta a forma do nariz, procedimentos adicionais podem ser recomendados para:

  • Atingir a simetria entre as narinas,
  • Criar comprimento adequado da columela (tecido que separa as narinas),
  • Aumentar o ângulo da ponta do nariz, para evitar uma ponta nasal achatada ou caída.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *